“Esta é minha filha Heloísa, ela nasceu no dia 6 de julho de 2018, acompanhada da gêmea Helena. Heloisa foi diagnosticada com enterocolite necrosante em sua primeira semana de vida. De lá para cá já foram 6 cirurgias, uma delas inclusive teve de ser interrompida devido complicações. A sexta cirurgia foi feita há poucos dias atrás, para religar as partes do intestino. Heloísa ficou com síndrome do intestino curto como consequência da enterocolite necrosante. Ela recebe leite via oral ainda em quantidade ainda pequena e mais a alimentação parenteral. A nossa torcida é para que ela continue aceitando bem o leite, para que então a NPT seja suspensa em definitivo. A gente tem medo dos danos que a NPT pode causar ao fígado se usada por longo tempo. Enfim, são dias difíceis, de muitas lágrimas e dor. Mas no olhar dela, na força de vontade dela, na coragem dela e na perseverança dela nós buscamos forças para prosseguir. A Heloisa é uma pequena grande guerreira, batalhadora e vencedora. Graças a Deus e a equipe do hospital que a atende, aqui em Blumenau, logo a Helô vai estar em casa com toda a família que a ama e admira muito.” Allan, setembro 2018