Bem vindo a Holanda!

Welcome to Holland

‘Ter um bebê é como planejar uma viagem para a Itália. Você compra vários guias de viagem e começa a fazer planos maravilhosos. O Coliseu. O David de Michelangelo. As gondolas de Veneza. Tudo promete.

Depois de meses de espera, o dia finalmente chefa. Você prepara as malas e vai. Horas depois, o avião aterrissa e a comissária anuncia: “Bem-vinda a Holanda.”

“Holanda? Como assim Holanda? Eu planejei ir a Itália, é lá onde eu deveria estar. Eu passei a minha vida inteira sonhando em ir para a Itália. “

Houve uma mudança no itinerário. Você pousou na Holanda e é lá onde vai ficar. O importante é que você não está num lugar horrível, apenas num lugar diferente do que você esperava.

Você então precisa comprar novos guias de viagem e aprender uma nova língua. Você começa a conhecer um novo grupo de pessoas que você não teria conhecido em outra circunstancia.

É apenas um lugar diferente. Mais devagar e menos glamoroso do que a Itália. Depois de algum tempo lá, tendo assimilado o novo lugar, você começa a notar que a Holanda tem moinhos de vento. A Holanda tem tulipas. A Holanda é linda.

Todo mundo que você conhece está ocupada, indo e vindo da Itália. Pelo resto da vida você pensa: “É para lá que eu tinha planejado ir.”

Entretanto, se você passar sua vida lamentando não ter ido a Itália, você nunca vai ser livre para aproveitar as coisas maravilhosas que a Holanda tem a oferecer.’

Emily Perl Kingsley

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.