O que não falar para a mãe de uma criança doente

O que não falar para a mãe (ou pai, avó, avô, tios, etc) de um bebê doente. Na maioria das vezes as pessoas querem ajudar, mas na ânsia de querer confortar alguém numa situação inédita para elas, às vezes o efeito é o oposto…

  1. ‘Tudo vai ficar bem’ – Você não sabe se vai (muitas vezes nem os próprios médicos sabem) e falar isso pode parecer que você está tirando a importância do problema.
  2. ‘Tudo acontece por um motivo’ – Pode até ser verdade, mas uma mãe nunca vai enxergar motivo algum em ver seu bebezinho doente sofrendo.
  3. ‘Deus não dá mais do que você consegue aguentar’ – Eu ouvi essa… e a pessoa logo em seguida, no máximo da falta de noção bem-intencionada, ainda complementou com um: ‘eu, por exemplo, não conseguiria aguentar’.  A realidade é que coisas ruins podem acontecer com todo mundo, não são distribuídas de acordo com a capacidade de aguentar das pessoas.
  4. ‘Ele vai vencer porque tem muita vontade de viver’ ou ‘Ele vai vencer porque Deus está ao seu lado’ –Punhalada no coração de quem sofreu uma perda. Então quer dizer que quando o pior acontece é porque Deus saiu do seu lado ou a vontade de viver não foi grande o suficiente? Exemplo de quando o silêncio vale ouro.
  5. ‘Ah, mas pelo menos…’ – Não existe ‘pelo menos’. Em nenhuma hipótese o ‘pelo menos’ traz conforto para quem ouve. E, pior, as vezes esse ‘pelo menos’ vem da boca de uma mãe com filho doente também, falando para si própria em voz alta que ‘pelo menos’ seu filho x, y, z em comparação com o filho de outro.

Empatia é a chave de tudo. Em caso de não saber o que falar, não fale nada. Dê um abraço.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.